Hélio Montezano capacita e apresentará equipe de Agentes de Segurança

Por ASCOM / Em 20/07/2018

           


O baixo controle nas entradas e saídas dos hospitais públicos revelados recentemente pela grande mídia denotam a baixa segurança que pacientes, familiares e equipe técnica vivem cotidianamente – especialmente na rede pública de saúde. Segundo algumas reportagens, bastou que o jornalista estivesse trajando branco para acessar todas as áreas de um determinado hospital sem apresentar qualquer identificação.

O Hospital é um organismo de gestão complexa por compreender trabalhos de hotelaria, lavanderia, serviços médicos, vigilância, restaurantes, atendimentos a pacientes etc. Por isso, casos de roubo de medicamentos, fuga de pacientes, alto fluxo de desconhecidos, roubo de crianças e até assassinatos por desligamento de aparelhos vitais não são incomuns. 

O aumento crescente da violência no mundo afeta a todos os segmentos, inclusive o hospitalar. Por isso, é dever da instituição implantar controles de acesso eficientes, visando maior segurança e tranquilidade na rotina de médicos, enfermeiros, equipe administrativa, pacientes e acompanhantes. O sistema de monitoramento e controle de acesso foi, portanto idealizado para dar mais segurança às unidades do Hospital.

Sendo assim, é correto dizer que o objetivo dos agentes de seguranças não é substituir a Guarda Municipal. A proposta é complementar o serviço deles, uma vez que temos 45 guardas na cidade e 9 agentes de segurança no Hospital. Pensar em descolar esse contingente seria abrir mão de 20 % do corpo efetivo da Guarda Municipal, que já tem a responsabilidade de cuidar do trânsito, do patrimônio público, da vigilância ambiental, entre outras atribuições. Qualquer discurso que seja feito contra os agentes de segurança é uma irresponsabilidade contra o bem estar na principal instituição de saúde de Santo Antônio de Pádua, pura demagogia política.

Cabe informar ainda que o trabalho de capacitação junto aos Agentes de Segurança do Hospital Hélio Montezano de Oliveira é contínuo, com reciclagens a cada 3 meses.A capacitação tem por objetivo apresentar ao público alvo o perfil ideal de um Agente de Segurança, abordando questões comportamentais em unidades de saúde bem como a tomada de decisões em situações atípicas. Ao término da capacitação o aluno estará tecnicamente orientado a entender qual o seu papel no aspecto do atendimento diferenciado no ambiente hospitalar. Dentre essas orientações deve-se destacar o papel da equipe de Psicólogos do Hospital que fornece suporte psíquico e emocional ao agentes.

Por fim, avisamos que na Segunda-feira, dia 23/07/2018, será a entrega dos uniformes e certificados de capacitação da equipe de Agentes de Segurança do Hospital Hélio Montezano. A cerimônia está marcada para as 18 horas e é um símbolo da preocupação que a direção da instituição tem que com seu corpo de funcionários, pacientes e toda a população de Santo Antônio de Pádua.

ASCOM - Hospital Municipal Hélio Montezano de Oliveira