Guarda Civil Municipal e Secretaria Municipal de Meio Ambiente realizam campanha contra a poluição sonora

Por ASCOM / Em 18/04/2017

           


A Guarda Civil Municipal, juntamente com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente vêm realizando uma campanha de conscientização sobre a poluição sonora. A regulamentação da intensidade sonora está prevista na Lei Municipal Nº 3.026, de 13 de dezembro de 2005, no Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) e na Resolução 624/2016 CONTRAN.

A poluição sonora ocorre quando num determinado ambiente o som altera a condição normal de audição. Embora ela não se acumule no meio ambiente, como outros tipos de poluição, causa vários danos ao corpo e à qualidade de vida das pessoas.

 O ruído é o que mais colabora para a existência da poluição sonora. Ele é provocado pelo som excessivo das indústrias, canteiros de obras, meios de transporte, áreas de recreação, etc. Estes ruídos provocam efeitos negativos para o sistema auditivo das pessoas, além de provocar alterações comportamentais e orgânicas.

 A OMS (Organização Mundial de Saúde) considera que um som deve ficar em até 50 db (decibéis – unidade de medida do som) para não causar prejuízos ao ser humano. A partir de 50 db, os efeitos negativos começam. Alguns problemas podem ocorrer a curto prazo, outros levam anos para serem notados.

 Mauro Teixeira – Ascom Pádua